Alteradores de humor

Hoje vou falar da Fluoxetina. Tomei gosto por essa danada no começo dos anos 70. Depois de uma ressaca enorme de anos e mais anos à base do tabaco da moda dos anos 60 e de uns pedacinhos de papelão que me causavam umas visões psicodélicas, quando começou a outra década, resolvi mudar de remédio.

E conheci a tal da Fluoxetina. E descobri que ela me tirava da depressão. Que me deixava feliz, alegre, com cara de bobo, mesmo sem ter motivo algum pra realmente estar feliz.

Então eu resolvi matutar. Mas pra que eu preciso desse remédio? O que me deixa deprimido e puto da cara? É simples!! É claro!! As pessoas!!! São elas que deixam assim. O Ser Humano é o meu verdadeiro alterador de humor.

O que eu fiz então? Larguei as pessoas, é claro!!! Resolvi me isolar e cortar praticamente todas as relações com essa espécie chamada de Ser Humano. E foi o melhor que eu fiz pra mim mesmo!!

Ah, e quanto à Fluoxetina, eu continuo tomando, é claro! Dependendo do efeito que causa, eu adoro um alterador de humor.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Texto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s