Arquivo da tag: caravana

TV Walmor Salgado

Dizem que de boa intenção o inferno está cheio. E acho que é pra lá mesmo que devem ir todos esses famosos da televisão… Agora ficam fazendo cara de choro pra pedir a sua doação pras vítimas da chuva em Santa Catarina… E eles? E o Datena? E a Sônia Abrão? E aquele casal plastificado William Bonner e Fátima Bernardes? Já colocaram a mão no bolso pra ajudar? Duvido… É incrível como a mídia sabe comercializar a tragédia e a desgraça alheia… É por isso que meu sonho, quando entrei pra faculdade de comunicação 50 anos atrás, era ser o dono da televisão. O dono disso tudo. Garanto que seria bem melhor.. E se isso acontecesse, a televisão hoje em dia seria mais ou menos assim:

– Domingão do Faustão: não seria mais domingão, seria Sabadão, Domingão, Segundão.. Na Rede Globo só passaria Faustão.. 24 horas por dia, 7 dias por semana… Desde que ele continuasse dando esporros em sua equipe e continuasse reclamando de tudo o tempo todo… Eu iria ficar assistindo da minha sala de chefão e ligando pra ele toda hora: “isso mesmo, meu menino.. xinga mesmo… reclama desses incompetentes… humilha todo mundo no ar”… Que maravilha!!

– Programa Alborghetti – eu tiraria tudo do ar no SBT e só passaria Alborghetti… No lugar da bizarra menininha Marisa, ficaria o Alborghetti dando apavoro nas crianças pelo telefone logo de manhã:“Você quer número 1 ou número 2, porra!! Decide logo essa merda!! Mas eu preciso mesmo arrebentar a cara desses #$%¨que ficam ligando aqui no programa e não decidem logo”… Seria lindo… Maravilhoso…

No lugar do Gugu, um apresentador macho de verdade… Alborghetti e o seu Domingo Ilegal… Em vez de dar casas pros pobres, ele iria dar é cadeia pra esse bando de vagabundo que deveria estar atrás das grades, desde bandidos até políticos… Se bem que é quase tudo a mesma coisa, né? Eu ressuscitaria no SBT até os grandes programas do Silvio Santos, pra por o Alborghetti apresentando… No Show de Calouros, ficaria só o Alborghetti chamando os calouros e depois dando apavoro: “Você acha isso bom? Você acha mesmo que isso que você apresentou foi bom? Eu devia era te dar uma porretada pra ver se você aprende a fazer as coisas direito”… Imagina só quando ele apresentasse o número dos transformistas, que sempre iam no Show de Calouros.. O estado de revolta que o Alborghetti ia ficar: “Era só o que me faltava: homem que quer virar mulher… então corta essa merda fora! Já cortou? Não cortou ainda? Então vai embora do meu programa que pra mim você não é transformista coisa nenhuma, tu é uma baita de uma aberração que não apanhou o suficiente dos pais quando era criança pra virar homem de verdade”…

Já no Topa Tudo por Dinheiro, ele ia ficar falando pras tiazinhas da caravana de Mogi das Cruzes: “Você quer dinheiro? Quer dinheiro mesmo? Então vai trabalhar, porra! Tá pensando que a vida é fácil? Era só o que faltava agora eu ficar fazendo aviãozinho de dinheiro pra jogar pra essas velhas desocupadas”… E a Porta da Esperança? Imagina o Alborghetti falando praquele tiozinho desdentado que sonha com uma cadeira de rodas para a mãe: “Você acha que alguém vai te ajudar? Você acha mesmo que alguém nessa porra de país vai estender a mão pra você? Os ricos querem mais é que você se dane. Querem que os pobres continuem pobres, pra não competirem com eles? Você tá com esperança mesmo de ganhar? Sinto muito meu filho, você está no Brasil, você não vai ganhar porra nenhuma e te garanto que as coisas só tendem a piorar pra você”…

Pois é, Brasil… País de povo solidário… Pelo menos é o que os apresentadores tem falado direto esses dias na televisão… Pra mim é o país de um bando de $%%¨# que enchem meu saco o dia inteiro o tempo todo… No rádio, na tv, nas ruas, no senado, no congresso… Um bando de badernistas que no fundo só olham pro próprio umbigo e agora dão uma ajudinha qualquer pros necessitados achando que isso vai pagar os seus pecados e garantir um lugar no céu… Sabe o que eu espero pra todos vocês? Espero que um dia… Um belo dia… O Alborghetti apareça no seu caminho.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Texto