Arquivo da tag: cartão de crédito

Cuidado – Você está na minha lista negra

Eu sou uma pessoa que realmente não tem o menor saco para lidar com as outras pessoas… Posso enumerar uma lista enorme de seres que me irritam… Mas vou te poupar de escrever todas porque daria mais ou menos o mesmo trabalho que ler a lista telefônica ou um dicionário… Por isso, vou citar apenas algumas que me vêem à cabeça agora:

1) Operador de telemarketing – Não preciso nem dizer que se eu quisesse um cartão de crédito ou assinar um jornal, eu iria atrás disso. Não adianta uma pessoa ligar na minha casa me oferecendo essas coisas. Mas já há alguns anos criei um método infalível para me livrar desses malas… Quando a pessoa começa a me chamar de Senhor Walmor no telefone já desconfio que é um vendedor desses… Assim que a pessoa finalmente me oferece o produto que está vendendo, não perco meu tempo dizendo que não quero, que não preciso e tudo mais. Simplesmente desligo na cara. Sem dó. A sensação é maravilhosa. E é o jeito mais fácil de se livrar de um vendedor de telemarketing. Você não perde seu tempo argumentando com uma pessoa treinada pra encher seu saco e se livra rápido da situação. Como não passo o número do meu telefone pra ninguém que eu conheço, já que não quero que ninguém me ligue, normalmente, meu telefone só toca por causa desses vendedores… E aí, é telefone na cara… Que delícia….

2) Bêbados – ô raça chata do caralho… Porque o bêbado tem que vir puxar papo com uma pessoa que não conhece? E, a partir daí, impregnar totalmente em você? E ainda cuspir enquanto fala? Por que? Meu amigo Pancho Lobaton que o diga. Teve que viajar meia dúzia de estações do metrô com um bêbado falando que é serralheiro e que um dia já foi tocador de saxofone.. Foda-se!! Quem perguntou? Eu realmente não tenho o menor saco para bêbados… Antigamente, eu enfiava a mão na cara desses malas ou já dava um empurrão daqueles pro cara se tocar… Hoje, minha artrose não me permite mais essas coisas, então, simplesmente saio andando e deixo o bêbado falando sozinho… Pois é… Dizem que #* de bêbado não tem dono… Então, dá próxima vez que um desses aparecer no meu caminho, já sei onde vou enfiar meu guarda-chuva.

Aguarde então que ainda vem muito mais nessa infindável lista de tipos de pessoas que jamais, JAMAIS, deveriam cruzar o meu caminho… Tchau… Acabou, porra!!

1 comentário

Arquivado em Texto