Arquivo da tag: envelhecendo

Vivendo e Envelhecendo… Devagar e Sempre…

foto

Essa artrite está uma coisa danada. Dói cada junta do meu corpo ao digitar nesse teclado que eu comprei em 1989 pro meu PC XT. Ele não é aquela maravilha. Mas até hoje eu não troquei porque, afinal de contas, ele está funcionando ainda… Mas o problema mesmo é essa artrite. Eu sabia que essa minha vida tão ativa, sempre sentado numa cadeira, numa poltrona ou no trono, me deixariam assim.

Mas o que importa isso que eu estou falando?? Eu quero mais é que essa artrite se dane. Como diz um conhecido meu: “a dor é para os fracos”. E eu não vou ficar aqui chorando as mágoas ou reclamando. O único problema dessa artrite é que ela fica me lembrando de uma coisa o tempo todo: que eu estou ficando velho.

Eu sabia que isso iria acontecer. Mais cedo ou mais tarde iria acontecer. Mas tudo bem. Na verdade, o que eu sempre quis na minha vida foi me aposentar. E depois que eu consegui, está tudo bem. Por isso, eu não acho ruim ser velho. Eu gosto de ser velho. Um velho chato e rabugento. Ser velho (60 e poucos é ser velho?) não é ruim. Ser velho, na verdade, só me traz vantagens. Vamos a elas:

– Essa vocês já sabem: ter vantagem de passar na frente em filas, ônibus de graça, vagas melhores em estacionamentos e outras regalias do tipo. Ver o pessoal na fila do banco me olhando com raiva e pensando “esse tiozinho nem é tão velho assim, ele tinha que pegar a fila e passar depois de mim”, é uma coisa que não tem preço. Hahaha. Uma banana pra vocês, seus babacas… Eu tenho o direito de passar na sua frente… Mas, enfim, isso é pra ser uma lista, então vamos ao próximo item:

– Possibilidade de ser um aposentado. Ser velho é poder ser um aposentado. E isso é bom demais. Quer dizer, desde que você não precise sobreviver do INSS, é claro. E, por isso, pessoas que não são aposentadas, morram de inveja. Vocês, que saem todos os dias para trabalhar, que aguentam chefes babacas, que passam stress e tudo o mais. Eu não preciso passar por nada disso. Eu sou um aposentado. Feliz e aposentado!

– Meia entrada. Pois é. Diferentemente da maioria das pessoas que eu vejo, eu não preciso falsificar carteirinha de estudante pra pagar meia entrada. E melhor ainda: eu não preciso estudar pra poder tirar a carteirinha honestamente. Eu simplesmente tenho direito à meia entrada. Se bem que eu quase não uso, porque eu evito ir para lugares com aglomerações ou que tenham simplesmente a presença de outras pessoas. Só o Cauby com seu show no Bar Brahmma mesmo pra me fazer ir para algum lugar público. Mas enfim, eu tenho direito à meia entrada e isso é o que importa.

Existem muito outros motivos pra eu dizer que ser velho é bom demais. Ser velho é quase não fazer mais cagadas na vida, pois provavelmente você já fez todas que tinha que fazer e já aprendeu com elas.

Na cultura oriental, o velho é uma pessoa muito admirada e respeitada, pois todos sabem que essa pessoa é mais experiente e mais sábia.

Mas nada disso tudo que eu disse aqui se compara à grande vantagem de ser velho: ter a certeza que você está cada vez mais perto de morrer. Isso é o que me mais me motiva em ser velho! A esperança de me ver cada vez mais próximo do dia em que não terei mais que aguentar esse mundo podre em que vivemos. O dia em que não terei mais que aturar gente mala. O dia em que serei realmente feliz.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Texto