Arquivo da tag: gente chata

O sonho acabou…

sonho

Pois é. Antes fosse o sonho da padaria. Mas o que acabou mesmo foi esse período incrível de férias em Acapulco. Apesar de eu ter uma boa aposentadoria, não dá pra eu ficar morando em um hotel, uma hora o dinheiro acaba.

Nesse período lá no México pude refletir o quanto não sinto a menor falta do meu país, o Brasil, e da minha cidade, São Paulo. Está tudo indo de mal a pior. Em todos os aspectos.

E nesse tempo, pude lembrar também o quanto eu não tenho de saco com o ser humano. Ô raça chata viu? Será que as pessoas não podiam ser como os animais? Não falam, não lêem, não escrevem, não me amolam. Vocês já repararam: os animais não fazem muita coisa. Praticamente só procuram por comida e dormem. Perfeito! E não abrem a boca pra falar besteira ou sentam para escrever amolações na internet.

Digo isso porque tem uns malas me amolando aqui no site, como vocês podem ver nos comentários dos tópicos sobre o Michael Jackson e no tópico “É legal ser chato ou é chato ser legal”. Vão pentear macaco, seus malas! Aliás, boa ideia!!! Acho que vou pentear macaco também. Adoro os símios!! Eles são os humanos sem as partes chatas!! Perfeito!

macaco

Ah, e antes que eu me esqueça: minha aposentadoria está mais polpuda ainda! Fui contratado pelo Site da Firma para ser colunista deles. Tem o link aqui na barra lateral do site. Estou escrevendo por lá a coluna “É a Maior Putaria do Brasil”, sobre tudo que acontece de errado e me emputece no Brasil. Lá, eu falo mais de um lado político e social. Aqui, no Diário de Um Rabugento, o lance é mais pessoal. Bom, e chega de conversa. Vou desfazer minhas malas da viagem e… vou pentear macaco que eu ganho mais.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Texto

É legal ser chato ou é chato ser legal?

arma

Oi! Você aí! Tem uma arma pra me emprestar? Pode ser aquela mesma que você deixa embaixo do banco do carro pra caso você arrume uma briga no trânsito. Mas tem que ser revólver de verdade. Três Oitão. Uma quadrada. Tanto faz.

Mas calma aí!!! Eu não estou querendo matar ninguém. Eu quero é pra mim mesmo. Chega! Cansei disso tudo! E o melhor jeito de eu me livrar de uma vez por todas de toda a chatice do mundo é eu partir dessa pra melhor. Porque sair exterminando a população inteira vai dar um pouco de trabalho demais!

Caramba! Como tem gente chata nesse mundo!! Não sei como vocês aguentam! Eu não aguento! É gente chata que não acaba mais! E vou aqui citar alguns exemplos:

Gente que fala demais: Bom, isso se aplica principalmente às pessoas do sexo feminino. Me diga, porque as mulheres precisam falar tanto. Eu faço uma pergunta e quero receber apenas uma resposta. E não uma explicação interminável, que já é emendada num desabafo de seus problemas pessoais e acaba se tornando um grande monólogo sem pausas para respiro. É por isso que eu adotei a estratégia de simplesmente não perguntar mais nada. Pra ninguém. Se eu não sei uma coisa eu procuro pesquisar pra saber a informação. Se não tiver como ver na minha coleção da enciclopédia Barsa ou no Google, eu simplesmente fico sem saber. Afinal, se é algo que eu nunca soube, provavelmente nem é tão importante assim pra mim. E vamos ao próximo exemplo:

Gente que reclama demais: Ei, ei, ei!! Calma aí!! Esse exemplo não se refere a mim!! Eu não reclamo!! Eu simplesmente relato o que me incomoda. E esse é um dos casos. Caramba! Como as pessoas reclamam. Reclamam de tudo. O tempo todo. Reclamam que o patrão não presta, que o dinheiro não dá pra nada, que fulana é uma falsa, que o trânsito está horrível, que o governo não faz nada. As pessoas reclamam tanto que, se você reparar bem, aquela pessoa mala que te enche o saco todos os dias consegue reclamar de todos os tipos de clima. No dia em que estiver muito sol ela vai reclamar. No dia em que estiver muito frio também. A mesma coisa quando chover. Que chatice é a vida dessas pessoas. Viver e reclamar. Definitivamente, não é o tipo de vida que eu quero levar.

Gente folgada: Essa é uma das piores sub-espécies da raça humana. As pessoas folgadas. Aquelas que entram na sua frente no trânsito fingindo que não está te vendo. Aquelas que, se puderem furar uma fila, vão sim furar. Aquelas que de uma maneira ou de outra querem se dar bem de uma maneira não muito ética. Mas pra essas pessoas eu tenho uma solução. A minha bengala na cabeça delas. Já fiz isso muitas vezes, desde quando eu era jovem e bom de briga.

Gente que só critica: Essa é uma das espécies que talvez ocupe um dos postos mais altos na escala das gentes chatas do mundo. Também conhecida como gente que não faz. Você toma a iniciativa de pintar a sua casa, a pessoa vai lá e critica. Você escreve um artigo para um jornal, a pessoa vai lá e critica. Você resolve fazer alguma boa ação, a pessoa vai lá e critica. Que saco!! Por que, em vez de criticar tanto, essa pessoa não começa a ter mais atitude? Se meu amigo Alborghetti não estivesse longe de mim, chamava ele pra dar um jeito nesses malas.

Bem, vou parar por aqui porque senão ninguém vai aguentar ler isso tudo. Enfim, é por essas e outras que eu realmente não aguento mais esse mundo em que vivemos. Acho que nem mesmo me isolar no alto da montanha pode ser a solução. E, como disse no começo, exterminar a população inteira vai dar trabalho demais. Acho que a solução mais prática é eu ir embora desse mundo de uma vez. Mas espera aí!! Eu não posso!! Tenho meu papagaio pra cuidar. E esse site pra atualizar!! E meus discos do Cauby e dos Beatles pra escutar!! Pois é. O jeito é continuar nesse mundo de merda. Mas sempre isolado. Sempre escondido! Até o dia em que minha hora chegar. Será que falta muito?

6 Comentários

Arquivado em Texto

Parabéns São Paulo!!!

Neste último domingo aconteceu essa grande babaquice também conhecida como “o aniversário de São Paulo”. E desde quando cidade comemora aniversário? E no caso de São Paulo, então? O que a gente tem pra comemorar?

Ok, ok, não me apedrejem… Eu sei… As pessoas adoram essa cidade… É isso aí!! São Paulo é demais!!

O pessoal costuma falar que São Paulo é a cidade das oportunidades. E é verdade. É só você sair na rua que você tem várias oportunidades… Oportunidade de ser assaltado, de ser seqüestrado, de arrumar uma briga no trânsito… Só em São Paulo você tem também a oportunidade de pegar um trem completamente abarrotado de gente… E de pegar um engarrafamento em plena madrugada… Me fala?? Em que outra cidade você pode ficar preso num congestionamento às 3 da manhã? Só em São Paulo mesmo.

Tem gente que diz que se orgulha de São Paulo. Eu já tentei várias vezes sentir esse orgulho. Daqueles de encher o peito. Até tentei. Várias vezes, assim que acordei, abri a janela do quarto, olhei pro sol e respirei bem fundo. Mas bem fundo mesmo. Acabei engasgado com tanta fumaça de caminhão. E nesse ponto São Paulo também é a cidade número 1 do Brasil. A campeã de poluição. E sem contar que aqui faz calor, faz frio e chove no mesmo dia.

E depois disso tudo, os caras ainda me inventam de comemorar o aniversário da cidade com shows gratuitos. De Daniela Mercury, Paula Toller e Lulu Santos. Aí é sacanagem. Deve ser de propósito, pra ferrar mesmo os moradores dessa cidade.

Ah, e esqueci. Aqui também tem alagamentos, tem rios poluídos, muito barulho, ônibus caro, taxi caro, cinema caro, polícia violenta, e muita, muita gente chata. Como tem gente chata por aqui. Em proporções gigantescas.

Mas aqui também tem uma coisa boa. E eu te digo o que é. Chama-se “Rodoviária do Tietê”. É lá que, sempre que eu posso, eu pego um ônibus pra bem longe daqui. E quem sabe, um dia, eu pego um desses ônibus com passagem só de ida. Pra nunca mais voltar…

Deixe um comentário

Arquivado em Texto